História do Andebol

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

História do Andebol

Mensagem  titusonline em Dom Fev 03, 2008 5:26 pm

Dos desportos de expressão universal, o Andebol é, seguramente, o mais recente, e talvez dos poucos da actualidade que não provém da escola anglo-americana. As origens do moderno Andebol, segundo ROMÃO (2005) datam, porém, de finais do século XIX. Em 1909, um professor alemão, Carl Schelenz, dá forma àquele que definitivamente se transformaria no jogo actual, quer no nome, quer na sua essência. Designou-o de HANDBALL, palavra alemã que significa "bola com a mão", inspirado principalmente no Futebol. As regras eram idênticas, jogando-se num terreno rectangular de 40 por 20 metros.
Segundo o mesmo autor, nos seus primórdios, era um jogo dedicado às mulheres, rapidamente adquiriu enorme aceitação, pelo que passou a ser também praticado pelos homens.
Citando ROMÃO (2005), “Este novo jogo terá chegado à Europa por intermédio dos marinheiros alemães cujos barcos estiveram ancorados em Montevideu, durante a Primeira Guerra Mundial.” De qualquer modo, embora subsistam muitas dúvidas sobre as suas origens, o seu grande desenvolvimento e expansão deu-se nos países de Leste, Centro e Norte da Europa. Segundo ROMÃO (2005), por esses tempos o Andebol era jogado em grandes estádios de futebol, na versão de onze jogadores, e o facto de alcançar progressivamente grande notoriedade, expressa pelo crescente número de jogos amigáveis internacionais, faz surgir a necessidade da criação de um organismo internacional, o que acabou por suceder em 1928, por altura da realização dos Jogos Olímpicos de Amesterdão.
Pela sua espectacularidade, o novo desporto consegue prender o interesse popular, sendo, por isso, incluído no programa olímpico, na modalidade de onze jogadores, fazendo a sua estreia nos Jogos de 1936, realizados em Berlim, como modalidade escolhida pelo Comité Organizador e de que a equipa alemã saiu vencedora (GARCIA, 1988).
Entretanto, por força do clima rigoroso dos países do Norte e Centro da Europa, que, durante o Inverno, impossibilita a prática de modalidades desportivas de exterior, houve necessidade de criar uma forma alternativa do jogo que pudesse ser praticada nos ginásios e que servisse de preparação para as equipas, como manutenção da sua forma desportiva, para quando reentrassem em competição.
Esta versão reduzida do jogo, retomando alguns dos elementos de iniciativas anteriores, como o Raffbballspiel, o Hazena ou o Torball, em que as equipas eram compostas por 7 jogadores, e com algumas adaptações das regras, passou a ser designada por Variante ou Andebol de Sete ou Andebol de Sala, e foi ganhando maior expressão e aceitação, em temos quer de jogadores, quer de espectadores (ROMÃO, 2005). Durante um período de pouco mais de 40 anos, as duas "modalidades" do jogo tiveram um percurso paralelo, de coexistência, durante o qual a predominância de uma sobre a outra se foi acentuando com o decorrer dos anos, para o lado da Variante. Em 1938 teve lugar, pela primeira vez, o Campeonato Mundial de Andebol, na Alemanha, conjuntamente em Onze e em Sete.
Citando GARCIA (1998), “Após este Mundial regista-se um interregno de dez anos, por força da Segunda Guerra Mundial (…). A partir dos anos cinquenta do século XX, o Andebol Clássico ou de Onze começa a decrescer de interesse, ao contrário da Variante de Sete, que recebe um forte impulso devido às suas características de velocidade e dinamismo, para além da comodidade de espectadores e jogadores.”
Em 11 de Julho de 1946 reúne-se, em Copenhaga, um conjunto de países para formar a actual Federação Internacional de Andebol (I.H.F.). Este é o momento chave a partir do qual se dá uma grande revitalização da modalidade. Em 1957, teve lugar na Jugoslávia o primeiro Campeonato Mundial Feminino (que aparece 19 anos depois do masculino). A competição foi dominada pela União Soviética, Jugoslávia e República Democrática Alemã. Nos últimos tempos surgem a Noruega e a Coreia, este país apenas nos Jogos Olímpicos, discutindo os lugares cimeiros das competições (ROMÃO, 2005).
O reconhecimento internacional, enquadrando o Programa Olímpico, deu-se a partir dos Jogos Olímpicos de Munique, em 1972, unicamente no sector masculino, pois o feminino teve de esperar mais um ciclo olímpico, iniciando no ano de 1976, em Montreal, a sua participação na maior competição desportiva mundial.
Segundo a Federação Portuguesa de Andebol (FPA), “O Andebol iniciou-se em Portugal em Novembro de 1929, com a publicação das regras no extinto jornal Sports. Mais de 75 anos depois, fique aqui a conhecer os dados mais relevantes do historial da modalidade: os vencedores, as organizações, os prémios e muito, muito mais...
Fundada em 1 de Maio de 1939, por iniciativa das associações de Lisboa, Porto e Coimbra, a Federação Portuguesa de Andebol, actualmente Federação de Andebol de Portugal, foi o corolário lógico do desenvolvimento de uma modalidade que, segundo os dados existentes, tem o seu arranque em Portugal ligado a Armando Tschopp, responsável pela publicação das suas regras no extinto jornal Sports, em Novembro de 1929.
Divulgadas as regras e desenvolvidos os passos iniciais, as associações de Lisboa e Porto organizam as primeiras competições oficiais no ano de 1932, ainda na variante de onze, já que o andebol de sete só apareceria bastante mais tarde (1949). Para a história ficam, ainda, a realização do I Porto-Lisboa (Junho de 1934) e a entrada da FPA como estado fundador de Federação Internacional de Andebol (IHF), em 1946.
Hoje, a realidade é bem diferente. Ninguém duvida de que o andebol está no top das modalidades e é uma referência a nível nacional e internacional. Os números dizem tudo: mais de 30 mil atletas e agentes desportivos; prática regular de norte a sul, no continente e nas regiões autónomas; a modalidade mais praticada pelas mulheres portuguesas. A presença regular do andebol português nas mais importantes actividades internacionais atrai mais público e provoca um crescendo de audiência, nomeadamente nas cada vez mais frequentes transmissões televisivas.”
Embora seja uma modalidade recente, segundo MEDINA e ORTIN (2002) o Andebol tem os seus antecedentes na Antiguidade:
VERANIA / UCRANIA – Grécia – 600 a.C.
HARSPASTON – Roma – 150 a.C.
SOULE – França – Idade Média
PALMA – Itália – Idade Média


Nos tempos mais recentes, em finais do século XIX aparecem então em diferentes zonas da Europa, jogos com semelhanças significativas ao Andebol actual (MEDINA e ORTIN, 2002):
CESKA – HATZENA: Checoslováquia, Kleker (1892), Woras (1905)
RAFFABALLSPIED: Alemanha, Koch (1890)
TORBALL: Alemanha, Heiser (1915)
HANDBOLT: Dinamarca e Suécia, Nielsen (1898), Wallstrom (1919)
HANDBALL: Alemanha, Schlenz e Diem (1917-19)

titusonline
Admin

Mensagens : 34
Data de inscrição : 19/12/2007
Idade : 34

Ver perfil do usuário http://desporto.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum