Acções técnico-tácticas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Acções técnico-tácticas

Mensagem  titusonline em Dom Fev 03, 2008 5:16 pm

2.1. “Pega” da raqueta
Essencialmente, podemos definir três grandes sistemas ou formas de “pegar” na raqueta:
- Pega eastern;
- Pega para o gesto técnico de esquerda a duas mãos;
- Pega Continental.



2.1.1. Pega eastern para o gesto técnico de direita:
- O vértice “V”, formado pelo polegar e pelo indicador, segura a raqueta no chanfro superior direito.


2.1.2. Pega eastern para o gesto técnico de esquerda:
- O vértice “V”, formado pelo polegar e pelo indicador, segura a raqueta no chanfro superior esquerdo;

2.2. Pega para o gesto técnico de esquerda a duas mãos:
- A mão esquerda adopta uma pega eastern de direita e a mão direita adopta uma pega continental. As mãos devem encontrar-se juntas, ou seja, a mão esquerda deve situar-se imediatamente a seguir à mão direita sobre o punho da raqueta.







2.3. Pega continental:
- O vértice “V”, formado pelo polegar e pelo indicador, segura a raqueta na face superior da mesma.



2.4. Posição de atenção
Gesto técnico de direita, esquerda a uma mão e esquerda a duas mãos.

Determinantes técnicas:
 Posicionar a raqueta na horizontal, dirigida para o adversário, a mão esquerda segura a raqueta pelo “coração” da mesma:
 Colocar os pés afastados, à largura dos ombros;
 Semiflectir as pernas;
 Inclinar ligeiramente o tronco à frente.

2.5. Gesto técnico de direita (usando a pega eastern de direita)

Determinantes técnicas_
 Colocação em posição de atenção;
 Rodar o tronco/raqueta, iniciando o movimento por cima;
 Fazer a preparação circular (a cabeça da raqueta descreve uma circunferência);
 Bater a bola à frente do joelho esquerdo;
 Transferir o peso do corpo para o pé da frente;
 Fazer com que a raqueta acompanhe a bola e cruze à frente da rede.

2.6. Gesto técnico de esquerda (usando a pega eastern de esquerda)






Determinantes técnicas:
 Colocação em posição de atenção;
 Rodar os ombros/raqueta;
 Baixar o ombro direito e apontá-lo para a bola;
 Colocar o punho da raqueta junto ao bolso esquerdo, bem recuada;
 Fazer o batimento à frente do joelho direito, de baixo para cima e de trás para a frente, com transferência do peso do corpo para o pé da frente;
 Fazer com que a raqueta acompanhe a bola, terminando à frente e em cima, com o braço em extensão;
 Ter o cuidado de no final do movimento, não ficar com o troco voltado para a frente da rede.

2.7. Gesto técnico de esquerda a duas mãos












Determinantes técnicas:
 Colocação em posição de atenção;
 Rodar os ombros/raqueta;
 Baixar o ombro direito e aponta-lo para a bola;
 Colocar o punho da raqueta junto ao bolso esquerdo, bem recuado deslizando a mão esquerda para o punho;
 Fazer o batimento à frente do joelho direito, de baixo para cima e de trás para a frente, com transferência do peso do corpo par o pé da frente;
 Fazer com que a raqueta acompanhe a bola, terminando em cima do ombro direito com ambas as mãos;
 Ter, no final do movimento o tronco voltado de frente para a rede.


2.8. Posição de atenção (gesto técnico vólei de direita, de esquerda e smash)

Determinantes técnicas:
 Afastar os pés à largura dos ombros;
 Semiflectir as pernas;
 Inclinar ligeiramente o tronco à frente;
 Posicionar a raqueta na vertical e segurá-la com ambas as mãos (mão esquerda colocada no “coração” da raqueta e a direita no punho, efectuando a pega continental

2.9. Vólei de direita (usando a pega continental)













Determinantes técnicas:
 Colocação na posição de atenção;
 Rodar o tronco/raqueta;
 Preparar a raqueta só ate à linha dos ombros;
 Avançar o pé esquerdo para a frente, colocando a linha de ombros perpendicular à rede;
 Ter o punho mais baixo do que a cabeça aquando do contacto da raqueta com a bola;
 Transferir o peso do corpo para o pé esquerdo;
 Fazer com que a raqueta acompanhe a bola no final do movimento, terminando à frente do corpo.

2.10. Vólei de esquerda (usando a pega continental)













Determinantes técnicas:
 Colocação em posição de atenção;
 Rodar o tronco/raqueta;
 Preparar a raqueta só ate à linha dos ombros, transportada pelas duas mãos;
 Avançar o pé direito para a frente, colocando a linha de ombros perpendicular à rede;
 Fazer com que a raqueta contacte a bola, tendo o punho mais baixo do que a cabeça;
 Transferir o peso do corpo para o pé direito;
 Fazer com que a raqueta acompanhe a bola no final do movimento.

2.11. Serviço (usando a pega continental)























Determinantes técnicas:
 Colocar o pé esquerdo de modo a que este forme um ângulo de 45º com a linha de fundo;
 Esticar ambos os braços, segurar a bola pela ponta dos dedos (mão esquerda) e segurar (mão direita) a raqueta em pega continental;
 Lançar a bola com o braço esticado, subindo pela frente do corpo (a bola só sai da mão no ponto mais alto);
 Fazer com que a raqueta descreva um arco muito amplo, da frente para trás com o pulso fixo;
 Transferir o peso do corpo do pé da frente para o pé de trás;
 Fazer com que a raqueta descreva um pequeno arco atrás das costas mantendo o cotovelo elevado;
 Transpor o peso do corpo do pé de trás para o pé da frente;
 Bater a bola com o braço esticado, em cima e ligeiramente à frente da cabeça, com uma acção forte de flexão do pulso;
 Colocar o peso do corpo sobre o pé da frente;
 Após bater a bola, cruzar o braço à frente do corpo, terminando do lado esquerdo;
 Avançar o pé direito para reequilíbrio e entrada em campo.

2.12. Smash (usando a pega continental)














Determinantes técnicas:
 Colocação de lado (linha de ombros perpendicular à rede), com o pé esquerdo à frente e peso sobre o pé de trás;
 Deslocar a raqueta directamente pela a frente, para cima do ombro;
 Apontar a bola com a mão esquerda;
 Fixar os olhos na bola;
 Fazer com que a raqueta descreva um pequeno arco e bater a bola à frente do corpo, com o braço esticado;
 Transferir o peso do corpo para o pé da frente;
 Após o batimento, cruzar o braço à frente do corpo e terminar do lado esquerdo;
 Permanecer com o peso do corpo sobre o pé da frente, mas com o corpo já de frente para a rede.

3. Metodologia do ténis
Para iniciar o ténis deve-se fazê-lo primeiro em campo reduzido ou mini-tenis (14 metros de comprimento por 5metro de largura e com a rede a 87cm de altura), com raquetes mais pequenas e mais leves, usando bolas usadas pois têm menor força de ressalto.
A 1ª etapa de aprendizagem a ter em conta é a sensibilização da adaptação da bola à raqueta e vice-versa.

Exercícios sem raqueta:
 Fazer ressaltar a bola no chão, agarrando-a com os braços em extensão, debaixo da bola;
 Driblar a bola alternadamente com uma mão e depois com a outra, de modo a que a bola não passe acima da cintura;
 Fazer ressaltar a bola a uma distância do colega, para que este a agarre debaixo dele com os joelhos flectidos e os braços em extensão;
 Lançar e apanhar a bola com ou sem ressalto;
 Realizar o “jogo do espelho”, primeiro com o professor, em que o professor adopta as varias posições, de “atenção” e “recepção” e os alunos o imitam sendo estes corrigidos pelo professor, podendo mais tarde serem os alunos a corrigirem-se entre si;

Exercícios com raqueta:
 Fazer ressaltar a bola no chão com a raqueta à frente do corpo e abaixo da cintura;
 Troca de ressaltos de bola, à frente e atrás do corpo;
 Fazer saltar a bola no centro da raqueta, sempre controlada;
 Realizar jogos tipo “estafetas” numa distância determinada, em que os alunos primeiro correm com a bola em cima da raqueta (sem a deixar cair) e numa fase posterior realizam estes jogos mas com a bola a saltar na raqueta;
 Realizar batimentos e recepção da bola contra uma parede, inicialmente numa distância pequena, aumentando progressivamente, realizar diferentes tipos de batimentos, de direita, de esquerda e por cima;
 Realizar o “jogo do espelho”, em que o professor adopta as diferentes posições de jogo e pegas de raqueta e os alunos o imitam;
 Realizar o “jogo do adivinha”, o professor adopta uma posição de jogo ou pega de raqueta e os alunos tentam adivinhar
 Fazer ressaltar a bola no chão e na raqueta, mas ter em atenção que antes de bater a bola os alunos devem flectir ligeiramente as pernas e ter em atenção a trajectória da bola;
 Desenhar um circulo no chão, e 2 a 2 bater a bola de maneira a que esta na bata fora do circulo, executando a mesma atitude do exercício anterior;
 Com 2 traços no chão, 2 a 2 os alunos tentam trocara bola entre si sendo que a bola deve bater sempre entre os 2 traços;

Uma 2ª etapa é a situação de jogo cooperação/oposição. Nesta etapa vai-se trabalhar o aperfeiçoamento dos batimentos, tanto de direita como de esquerda e a aprendizagem do vólei de serviço.
 Com rede, 2 a 2 os alunos tentam trocar a bola entre si, com o objectivo de manter a bola no campo de jogo e por cima da rede o maior tempo possível, o campo deve ser limitado à distancia de 3 metros da rede;
 Jogar no campo de ténis, não tendo como objectivo a obtenção de pontos mas sim o de manter a bola em jogo o máximo de tempo possível.

Técnica de vólei:
 Os alunos 2 a 2 enviam a bola com as mãos ao seu colega, alternando a esquerda e a direita, para que o colega tenha que bater a bola tanto em vólei de esquerda como de direita. A bola deve bater uma vez no chão e ser batida tentando utilizar os gestos técnicos correctos, tanto de esquerda como de direita;
 Com o mesmo objectivo do exercício anterior mas ambos os alunos com raqueta e já com a preocupação de manter a bola em jogo o máximo de tempo possível, aqui os alunos também devem tentar fazer o batimento na bola em movimento e tentando realizar batimentos junto da rede alternados com batimentos longe da rede, tentando também bater a bola sem que esta ressalte primeiro no chão.
Serviço por baixo:
 Os alunos 2 a 2 executam o serviço por baixo. Com a raqueta atrás, deixam cair a bola no chão e quando esta ressaltar tentam fazer o batimento na mesma de modo a que esta se dirija ao seu colega, aumentando progressivamente a distância à rede até chegar à linha de serviço;
 Os alunos realizam o mesmo exercício mas sem deixar cair a bola no chão;
 Os alunos realizam jogo de 1:1 em cooperação;
 Realizar pequenos jogos de pontuação reduzida, permitindo que todos joguem contra todos e que também se familiarizem alem do jogo, com as regras e pontuações. Iniciar o jogo com serviço, fim do jogo aos 11 pontos, trocas de serviço de 5 em 5 pontos e de campo de 10 em 10 pontos.

titusonline
Admin

Mensagens : 34
Data de inscrição : 19/12/2007
Idade : 34

Ver perfil do usuário http://desporto.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum