História e Evolução da Natação no estilo Costas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

História e Evolução da Natação no estilo Costas

Mensagem  titusonline em Seg Fev 04, 2008 12:53 am

Com excepção do estilo de mariposa, todos os vários estilos de natação existiam muito antes da natação ter o seu início como actividade desportiva. O estilo bruços praticava-se principalmente na Europa nórdica; um estilo semelhante ao estilo livre ou crol era habitual nos povos de países quentes; muitos estilos derivados do estilo livre eram praticados no século XIX na Europa meridional e oriental.
Sem duvida todos os estilos não se practicavam como os conhecemos actualmente. O início e evolução da natação como competição tiveram especial importância aquando do aparecimento das primeiras piscinas de Inverno na Inglaterra.
A etnografia apresenta-nos algumas figuras de pessoas a banharem-se e que permitem a identificação da técnica Costas. Contudo só cerca de 1871 é que temos a referência do seu aparecimento em provas de natação.
Counsilman, refere-se a um nadador – o marquês Biberro – que nadou em Londres (1871) uma milha no tempo de 39´ 30´´ utilizando a técnica de Costas.
No início do séc. XX e mais precisamente em 1906 dá-se o aparecimento desta técnica nas competições nacionais e internacionais.
Durante os seus primeiros quatro anos de existência predominou a técnica que utilizava o movimento de braços como o de bruços, ou seja, os dois ao mesmo tempo.
Mais tarde o americano Hebner ao utilizar o movimento de braços como o de Crol revolucionou a técnica, desenvolvendo rapidamente a escola do seu estilo, ou seja, em todos os sítios se ensinava o «ESTILO HEBNER».
Nova evolução sofre a técnica quando em 1930 os japoneses abriram a época moderna da técnica «COSTAS». O seu grande contributo deu-se ao substituírem o movimento de pedalar das pernas utilizado ate aqui, em que os joelhos saiam fora de agua, por um movimento em que os joelhos já não saiam da agua e as pernas estavam numa posição de extensão.
KIEFFER, em 1933, adoptou um estilo que foi utilizado ate 1956, tendo alterado o que os japoneses nos tinham apresentado. Assim, o americano KIEFFER transformou a posição arqueada do corpo empregue pelos japoneses numa mais direita, enquanto que o ataque á agua pelos braços fazia-se mais lateralmente, com uma passagem aquática menos profunda.
Os australianos também deram um contributo para esta técnica através dos seus nadadores THEIL e MONCKTON, que dominaram durante alguns anos, o mundo das «COSTAS». Nadando menos arqueados, com um ataque de braços mais perto do eixo do corpo e com uma cadência extremamente rápida do movimento dos braços, conseguiram dominar até 1960 esta técnica.
Nesta data um sentido lógico à evolução da técnica era caracterizado por:
-posição do corpo numa posição cada vez mais hidrodinâmica;
-melhoria da orientação das superfícies propulsivas (graças a uma flexão do cotovelo);
-uma coordenação e sincronização compatível com a melhoria do trabalho aquático.
Foi com base nestes princípios que o nadador Roland Matthes revolucionou até aos nossos dias esta técnica
O nado de Costas foi incluído nos Jogos Olímpicos no ano de 1904.

titusonline
Admin

Mensagens: 34
Data de inscrição: 19/12/2007
Idade: 31

Ver perfil do usuário http://desporto.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum